DRZ GEO atende Prefeitura de Presidente Epitácio em CTM e PGV

A Prefeitura de Presidente Epitácio (SP) investe em gestão pública inteligente, com a contratação da DRZ GEO para atualização do Cadastro Técnico Municipal (CTM), elaboração da nova Planta Genérica de Valores (PGV), estruturação e implantação de SIG-WEBGIS integrados à Plataforma Smart City.  O projeto foi iniciado pelo loteamento Pontal do Anastácio, atendendo à solicitação da Prefeitura. Foram geradas imagens de altíssima qualidade, 5 cm, que permitiram identificar um grande adensamento de construções que não constavam no cadastro municipal. Dos 291 lotes existentes, 155 estão construídos, mas apenas 5 estavam cadastradas.  “A qualidade da imagem é fundamental neste processo, a partir delas foi feita a digitalização da base cartográfica inserindo as informações georreferenciadas de cada edificação”, explica Anderson Aguiar, engenheiro cartógrafo gestor da DRZ.

Na etapa seguinte, foi feito levantamento de campo para classificação das construções, com foto de fachada, utilizando dispositivo mobile com aplicativo de cadastramento para a coleta de dados e geração de fotos de fachadas, com integração total com o Sistema de Informação Geográfica (WEBGIS).  A próxima etapa é o voo para geração de imagens de toda a cidade. Ao final, a Prefeitura terá base cartográfica digital vinculada às informações georreferenciadas das atividades econômicas; do zoneamento do Plano Diretor (agilizando os processos de viabilidade de novas atividades econômicas e eixos valorizantes); da Planta Genérica de Valores, para vinculação com a tabela de valores do metro quadrado do terreno por face de quadra”, explica Anderson Aguiar.

Cadastro Técnico Multifinalitário

A Prefeitura contratou o CTM para fins tributários, no entanto, terá em mãos uma plataforma robusta com múltiplas finalidades para a gestão territorial.  “Com a base de dados do recadastramento e as várias ferramentas disponibilizadas na Plataforma, é possível fazer o mapeamento das mais diversas demandas de interesse em diversas áreas: planejamento estratégico para atender epidemias, visualização de áreas de risco, equipamentos públicos, provisão de cadastro para assistência social, patrimônio público, o que o gestor público tiver interesse, inclusive integração com o cidadão para gestão colaborativa”, explica o gerente de desenvolvimento da Plataforma Maptriz, Wellington Neves.

 

1 comentário
  1. Rodrigo Mello
    Rodrigo Mello
    24/03/2019 até 7:25 pm

    Muito bom, feliz em ver isso.

    Responder
Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *