Araguari (MG)

ABHA - Recursos de Comitê da Bacia financiam 14 PMSB

Localizada na região oeste de Minas Gerais, a bacia hidrográfica do Rio Araguari tem área aproximada de 20.091 km², onde vivem 1,2 milhão de habitantes, em 20 municípios. A maioria destas cidades não possui os serviços de água, esgoto, resíduos e drenagem eficientes e além dos danos para a população e o meio ambiente local, comprometem a qualidade da água de toda a bacia hidrográfica. A elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) é o primeiro passo para que cada município execute as obras necessárias para garantir estes serviços. 

Diante deste cenário, o Comitê de Bacia Hidrográfica do Araguari (CBH), por meio de sua agência de águas, a Associação Multissetorial dos Usuários de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Araguari (ABHA), está financiando a elaboração destes Planos, com recursos provenientes da cobrança pelo uso da água da bacia.

A DRZ foi a empresa contratada, por meio de licitação, para a elaboração do PMSB de 14 municípios: Araguari, Araxá, Campos Altos, Ibiá, Indianópolis, Iraí de Minas, Nova Ponte, Pedrinópolis, Perdizes, Pratinha, Rio Paranaíba, Serra do Salitre, Tapira e Tupaciguara.

O descarte de esgoto in natura, drenagem urbana descontrolada, lixões a céu aberto próximos de nascentes, são realidade em muitos destes municípios e afetam a qualidade das águas da bacia do Araguari, comprometendo não só os seus 350 mil habitantes, mas também dos mais de 1 milhão de toda a bacia.

Grande parte destes municípios, de acordo o presidente do CBHA, Antônio Giacomini Ribeiro, não possui pessoal especializado e recursos financeiros para elaborar seu PMSB, instrumento necessário para resolver os problemas de saneamento e preservar a bacia do Araguari. “Esse é o retorno do Comitê pela cobrança do uso da água. Como nosso maior contribuinte é o serviço de saneamento, nosso foco de retorno é para este setor.”

MAIS NOTÍCIAS