Londrina (PR) - 22/11/2018

A importância do Plano de Arborização

O Brasil possui um déficit mínimo de 15 milhões de árvores, afetando 50 milhões de pessoas e 32% das residências brasileiras. Em 33% das cidades com mais de 1 milhão de habitantes, entre 60% e 77,6% das pessoas residem em locais sem arborização em frente de suas residências ou nas proximidades. As regiões Sudeste e Sul concentram as áreas com maior cobertura, 73,5% e 72,1%, respectivamente. A região Norte possui apenas 36,7% de áreas arborizadas. Os dados são do Censo 2010 do IBGE e, embora sejam de 8 anos atrás, dão a dimensão das consequências do crescimento desordenado e da metropolização das capitais e grandes cidades brasileiras.

Além do déficit de árvores, a falta de planejamento urbano gera conflitos entre a arborização existente e a estrutura física das cidades. O plantio inadequado de espécies resulta, muitas vezes, em danos provocados pelas raízes em calçadas, asfalto, redes de água, esgoto, eletricidade; e pelas copas que afetam redes elétricas, construções, sinais de trânsito, iluminação pública. A qualidade e eficiência da arborização urbana ainda é uma questão recente no Brasil, por isso é essencial que os municípios tenham um Plano Municipal de Arborização, instrumento de planejamento e gestão da arborização. “Um Plano de Arborização traz, entre outros dados, o diagnóstico da realidade da cidade, os critérios para escolha de espécies, indicação dos locais de plantio, espaçamento e distância mínima de segurança entre árvores e equipamentos públicos. O gestor público tem todas as informações técnicas para uma arborização adequada”, diz o arquiteto e urbanista da DRZ, Agenor Martins.  A DRZ atende vários municípios com Plano de Arborização.

“Embora seja uma questão para a qual os municípios ainda não estejam totalmente voltados, é urgente que gestores públicos tenham este documento para orientar suas ações e, mais do que isso, se preparem dentro do conceito de smart city para a gestão eficiente da arborização”, diz Agenor Martins. Segundo ele, a assertividade na atenção aos cuidados que este setor exige é muito maior com o uso de soluções tecnológicas inteligentes. “São Jorge do Ivaí é um dos municípios já atendidos por nós e que entendeu a importância e a necessidade de uma gestão inteligente, com nossa plataforma Smart Arborização Urbana.”

MAIS NOTÍCIAS