Florianópolis (SC) - 11/07/2018

DRZ trabalha na regularização fundiária rural e urbana de imóveis da Celesc

A empresa Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) trabalha na transferência e regularização de seus, aproximadamente, 600 imóveis, antes em domínio de uma holding. “Como temos uma equipe bastante reduzida, recorremos à licitação para contratação de uma empresa especializada para finalizar este trabalho. Temos ainda entre 170 e 180 imóveis que precisam ser regularizados ou mesmo transferidos”, diz o chefe de Divisão Patrimonial, Alexsandro Prudêncio.

Este é um trabalho que exige um amplo conhecimento no trâmite de processos de regularização fundiária urbana e rural e que vai abranger todo o estado de Santa Catarina.“Ficamos confiantes com a contratação da DRZ. Logo nas primeiras reuniões tivemos uma impressão muito boa da empresa”, diz Alexsandro Prudêncio. Ele explica que além da obrigação legal, este trabalho é importante para que a empresa tenha controle das condições de seus imóveis.

“Serão corrigidas todas as inconsistências documentais e cartográficas, ausências de informações e apontadas as ações necessárias para regularização dos imóveis”, afirma o diretor geral da DRZ, Agostinho de Rezende.  O contrato de 1 ano, podendo ser prorrogado por 2 anos, prevê a realização dos serviços de diagnóstico fundiário; topografia de imóveis rurais e urbanos com cadastro; desmembramento, unificação, retificação e descaracterização de área; georreferenciamento de imóveis rurais junto ao Incra; cadastro ambiental rural (CAR); transferência de titularidade; inspeção fundiária; declaração de imposto territorial rural. “Acreditamos que a empresa vai nos ajudar a resolver as pendências em todos os imóveis”, diz o chefe de Divisão Patrimonial da Celesc, Alexsandro Prudêncio.


Equipe DRZ e da Divisão Patrimonial da Celesc em ação.

MAIS NOTÍCIAS