São Paulo (SP) - 24/05/2018

Participação em maior evento de Geoctenologias, feira MundoGeo#Connect, foi muito positiva.


Agostinho de Rezende, diretor geral da DRZ/Maptriz, falou sobre governança inteligente em seminário realizado no evento.

A participação no MundoGeo#Connect 2018, em São Paulo, foi uma experiência muito positiva e mostrou que a DRZ/Maptriz está muito bem posicionada também no mercado de geotecnologias, com a opção de trabalhar com software livre e plataforma de gestão inteligente de cidades. O evento é a maior feira do setor na América Latina e reuniu empresas, fornecedores e técnicos da área de geoprocessamento. Foram 3,5 mil participantes, 52 expositores e 90 marcas. Com grande experiência na área, atendendo às demandas em geoprocessamento de centenas de municípios, a DRZ/Maptriz não só apresentou suas geotecnologias como o diretor geral das empresas, Agostinho de Rezende, realizou seminário sobre a importância do Geo nos municípios.

"Compartilhar conhecimento, metodologias e tecnologias com nossos parceiros e concorrentes em um evento como este é sempre muito importante", diz Rezende. "Estamos muito bem colocados no mercado e a frente em tecnologias de geoprocessamento para auxiliar a gestão de cidades, com aplicações em planejamento, como Plano Diretor, na área de Tributação, com Cadastro Técnico Imobiliário e Planta Genérica de Valores."

O evento também se destacou com a conferência e feira de drones, o DroneShow. De acordo com Emerson Granemann, diretor geral do MundoGEO#Connect e DroneShow, os eventos cumpriram sua missão. “Ambos apresentaram soluções e produtos alinhados à indústria 4.0, como sensores de vários tipos embarcados em satélites, aviões tripulados, carros, drones e estações fixas. Realidade virtual, tecnologia embarcada e softwares inteligentes completaram a feira junto com empresas prestadoras de serviços e startups. Nas dezenas de atividades, como cursos, palestras e debates, foram apresentados resultados, tendências e uma avaliação da cadeia produtiva do setor junto às agências reguladoras sobre a atual legislação. Ficamos bastante satisfeitos com o resultado obtido e em 2019 continuaremos seguindo a mesma tendência de integrar os dois mundos: geo e drones”, avalia.

MAIS NOTÍCIAS