Agência Peixe Vivo (BA) - 25/01/2018

Escassez de água é um dos grandes problemas da região apontados em diagnóstico do saneamento


Lixões, esgoto lançando na rua, vias com histórico de alagamentos são alguns dos problemas enfrentados na região.

O diagnóstico das condições do saneamento básico de Bom Jesus da Lapa, Xique-Xique, Ibotirama, Jaborandi, Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe, já foram entregues pela equipe DRZ, contratada pela Peixe Vivo, agência de bacia do Comitê Federal da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), ao qual pertencem estes municípios.

O diagnóstico apontou muitas necessidades em comum entre os seis municípios. A principal delas é a escassez de água na região e a falta de alternativas para captar água própria para consumo. A ausência de aterros sanitários para destinação adequada dos resíduos é outro problema grave, assim como falta de coleta e tratamento de esgoto, com exceção de Ibotirama, e alagamentos e inundações.

“A contratação por meio da Agência Peixe Vivo possibilitou que realizássemos esse desejo antigo, pois não tínhamos recursos para elaborar nosso plano de saneamento”, diz Lúcio Flávio Magalhães César, secretário Municipal do Meio Ambiente. “E tem sido uma experiência muito satisfatória com a equipe da DRZ que tem demonstrado expertise e comprometimento.” 

A Agência Peixe Vivo tem contratado, desde 2013, a elaboração de diversos planos de saneamento básico, com o objetivo de possibilitar às prefeituras o acesso aos recursos financeiros públicos para ações no setor. “Os Planos e Projetos de Saneamento dos municípios podem racionalizar a demanda de água “nova”, reduzir as perdas nos sistemas de abastecimento existentes e reduzir a poluição nas áreas urbanas e rurais”, diz Alberto Simon Schvartzman. Além de Bom Jesus da Lapa, Xique-Xique, Jaborandi, Ibotirama, Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe, a DRZ está elaborando, para a Peixe Vivo, o PMSB de outros seis municípios na Bahia, Sergipe e Alagoas.

MAIS NOTÍCIAS