LEOPOLDINA - AGEVAP (MG) - 22/06/2017

PMSB vai garantir recursos para obras de saneamento básico que estão planejadas


Entrega oficial do PMSB de Leopoldina.

O município de Leopoldina já possui seu Plano Municipal de Saneamento Básico e terá que investir R$ 75.565.731,19, em 25 anos, para a implantação de metas e ações que promoverão a melhoria e a universalização dos serviços de água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos. Com a entrega de mais este trabalho, a DRZ conclui, 7 dos 12 planos de saneamento básico para os quais foi contratada, por meio de licitação, pela Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP) e Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP).

A elaboração do Plano traz grande benefício para o Município que busca recursos para melhoria desses serviços. “Temos projeto no Ministério das Cidades para obras em saneamento básico e uma das pendências para conseguir os recursos era a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico. Não temos como mensurar a importância do Plano e ficamos muito satisfeitos com o trabalho realizado”, disse o prefeito José Roberto de Oliveira na entrega oficial do PMSB.

A falta de tratamento esgoto, com todo efluente sendo lançado direto nos corpos hídricos, é o maior desafio a ser enfrentado para a universalização dos serviços de saneamento básico em Leopoldina. Neste setor, deverão ser investidos R$ 7.625.548,81, em 25 anos. Para o sistema de drenagem, os valores orçados no Plano são de R$ 5.775.715,48, para resíduos sólidos, R$ 5.075.068,66. O abastecimento de água vai dispender o maior montante, uma vez que exigem ações nos sete distritos: R$ 57.089.398,24.

http://ovigilanteonline.com/plano-municipal-de-saneamento-basico-e-oficialmente-entregue-leopoldina/

MAIS NOTÍCIAS