Coronel Vivida (PR) - 15/03/2017

Estudos para recuperação de área e para ampliação do aterro municipal trarão diferentes soluções

A DRZ está trabalhando em dois estudos na área de resíduos sólidos para Coronel Vivida (PR). Um de encerramento e recuperação de parte da área do aterro municipal e outro para sua ampliação. Muitos municípios estão buscando, além de encerrar, recuperar as áreas onde funcionavam depósitos irregulares de destinação final de lixo, conforme determina a Lei Federal 12.305/2010.  A DRZ tem atendido várias prefeituras com essa demanda, as mais recentes foram as de Japurá, Santo Antônio da Platina, Quatiguá, Uraí.

O gestor da DRZ arquiteto e urbanista Agenor Martins Júnior explica que o estudo de encerramento e recuperação da área vai compreender caracterizações da área e do entorno, diagnóstico ambiental, projeto do encerramento do aterro sanitário, monitoramento ambiental, uso da área, estimativa de custos. Para a ampliação do atual aterro, a engenheira ambiental da DRZ Letícia Leal afirma que será feito um estudo para identificar qual o melhor método de aterramento dos resíduos, a partir da topografia, característica do solo, profundidade do lençol freático, quantidade de lixo, disponibilidade de equipamento e recursos.

Os estudos exigem levantamento e avaliação de uma gama diversa de dados e informações para chegar a soluções que sejam mais adequadas ao Município. Com o uso de geotecnologias, é empregada a técnica da análise multicritério que permite estruturar e combinar as diferentes análises, considerar opções diversas de solução e seus efeitos, auxiliando na tomada de decisão. “Além de otimizar tempo e recursos, é possível apresentar um estudo com vários cenários para a solução do problema”, diz Letícia Leal.

MAIS NOTÍCIAS