Japurá (PR) - 31/05/2016

VANT captura imagens do antigo lixão para representar relevo da área


Foram realizados três voos, dois a uma altitude de 110 metros e outro a uma altitude de 190 metros, que capturaram centenas de imagens da área do antigo lixão.

Em voos de VANT (Veículo Aéreo não Tripulado), foram capturadas centenas de imagens do antigo lixão de Japurá (PR) para a representação do relevo da área. “Estas fotos serão processadas para gerar o levantamento planialtimétrico da região sobrevoada”, explica o engenheiro cartógrafo da DRZ, Anderson de Araújo Aguiar.  Esta é uma das etapas do Plano de Recuperação de Área Degradada (PRAD) que está sendo elaborado pela equipe DRZ.

Foram realizados três voos. Em dois deles, o equipamento sobrevoou uma área de 60 ha, um na direção norte/sul e outro na direção leste/oeste, a uma altitude de 110 metros. O terceiro voo foi realizado a uma altitude de 190 metros e abrangeu uma área de 150 ha.  “Os dois voos a uma altitude de 110 metros geraram fotografias com pixel mais ou menos 3 cm. Já o terceiro voo gerou imagens com pixel de 8 cm”, explica o engenheiro cartórgrafo da DRZ.

A geógrafa da DRZ, Thamy Gioia, afirma que o levantamento planialtimétrico fornece o maior número possível de informações da superfície do terreno e permite representar os acidentes geográficos naturais ou artificiais. A próxima etapa será a realização do diagnóstico do Plano.  Com o PRAD, o prefeito Otávio Carvalho de Souza terá o documento que orienta a execução e o acompanhamento ou monitoramento da recuperação ambiental do local onde funcionava o lixão.

MAIS NOTÍCIAS