Campo Mourão (PR) - 27/05/2016

Aterro recebe 2 mil ton/mês de resíduos, parte são recicláveis

O aterro sanitário de Campo Mourão (PR) recebe em média 2 mil toneladas de resíduos por mês.  A estimativa é de que cada morador gere por dia 0,73 kg de lixo, abaixo da média nacional que é de 1,02 kg/dia, de acordo com o IPEA/2011. Este é um dos dados levantados pela equipe DRZ no diagnóstico do Plano Municipal de Gestão de Resíduos Sólidos (PMGRS), já concluído e entregue.

O gestor da DRZ, arquiteto e urbanista Agenor Martins Júnior, explica que nesta etapa do trabalho foram identificadas, entre outras carências do serviço, existência de pontos de disposição irregular de resíduos sólidos urbanos; ausência de lei que diferencie pequeno e grande gerador de resíduos; deficiência na manutenção do aterro sanitário; arrecadação insuficiente para cobrir os gastos com a execução do serviço.

A geógrafa da DRZ Thamy Gioia destaca a situação da  coleta seletiva. A estimativa é de que sejam coletadas 84,64/ton/mês de recicláveis. "Ainda assim, muito material desta categoria ainda é encaminhado para o aterro. O potencial de reciclagem do município ainda tem muito a ser explorado." Um dos grandes desafios para a coleta seletiva de Campo Mourão é a segregação de material na fonte.


Em média, 2 mil toneladas de resíduos sólidos são destinadas mensalmente ao aterro sanitário de Campo Mourão.


Embora sejam coletadas 84,64 ton/mês de resíduos recicláveis, grande parte destes materiais ainda vão para o aterro sanitário.

MAIS NOTÍCIAS